Patinhas Unidas

Não sabemos se é verdade. Não podemos prová-lo. Sabemos que a Catita tinha uma pata partida quando foi acolhida

Quem nos pediu para acudir-lhe contou que tinha sido o que se dizia dono dela a partir-lhe a pata com as próprias mãos para evitar que saltasse.

Pode ser que a crueldade com aqueles que não podem defender-se venha um dia a ser efectivamente punida. Pode ser que quem tanto mal faz não receba jamais qualquer bem.

A nós cabe-nos todos os dias tratar de almas e corpos atormentados, zelar para que os ossos antes partidos voltem a unir-se, as feridas abertas sarem e o medo que assola os olhos destes animais que, não sendo humanos, sentem e sofrem, um dia possa ir-se embora de vez.

A patinha da Catita está curada. Não voltará a ser o que era antes da fractura. Não pousa como as demais no chão. Mas é funcional. E a Catita já brinca e salta e, às vezes, parece rir.

A Catita está disponível para adopção.

Ajude-nos a continuar o trabalho de recuperação de animais abandonados e maltratados. As dívidas a hospitais e clínicas veterinárias avolumam-se e só conseguiremos continuar com a ajuda de todos. Se puder, doe.

Contato: uniaozoofila@gmail.com

6

Deixe um Comentario

Campos obrigatorios *

*